FANDOM


Predefinição:Revisão Predefinição:Sem-notas Predefinição:Pré-História Pré-história corresponde ao período da história que antecede a invenção da escrita, evento que marca o começo dos tempos históricos registrados, e que ocorreu aproximadamente em 4000 a.C.. É estudado pela antropologia, arqueologia e paleontologia.

Também pode ser contextualizada para um determinado povo ou nação como o período da história desse povo ou nação sobre o qual não haja documentos escritos. Assim, no Egito, a pré-história terminou aproximadamente em 3500 a.C., enquanto que no Brasil terminou em 1500 e na Nova Guiné terminou aproximadamente em 1900. Para muitos historiadores o próprio termo "pré-história" é errôneo, pois não existe uma anterioridade à história e sim à escrita.Predefinição:Carece de fontes

A transição para a "história propriamente dita" se dá por um período chamado proto-história, que é descrito em documentos ligeiramente posteriores ou em documentos externos. O termo pré-história mostra, portanto, a importância da escrita para a civilização ocidental.

Uma vez que não há documentos deste momento da evolução humana, seu estudo depende do trabalho de arqueólogos, antropólogos ou outros cientistas, que analisam restos humanos, sinais de suas preneças e utensílios preservados para tentar traçar, pelo menos parcialmente, sua cultura e costumes.

Idade da Terra Editar

Predefinição:Principal Predefinição:Principal

O planeta Terra existe há aproximadamente 4,6 bilhões de anos. Mas na maior parte desse longuíssimo tempo não havia sinal de vida sobre a Terra. As primeiras formas de vida que surgiram através de milhões de anos foram se tornando mais completas e evoluídas, até chegar aos grandes animais e ao aparecimento dos grandes hominídeos, há cerca de 2 milhões de anos.

A vida na Terra

<p align="center">Era Era primitiva Era primária Era secundária Era terciária Era quartenária
<p align="center">Duração Mais de um bilhão de anos 300 milhões de anos 150 milhões de anos 50 milhões de anos Um milhão de anos
<p align="center">Características
Intenso vulcanismo;
Formação dos oceanos, lagos e rios;
Cadeias de montanha;
Primeiras formas de vida (algas e bactérias).

Aparecimento de florestas pantanosas e grande quantidade de plantas pelos continentes;
Surgimento de insetos, peixes, répteis e anfíbios;
Fósseis de animais.

Plantas floridas e frutíferas;
Plantas coníferas;
As primeiras aves;
Primeiros mamíferos;
Répteis gigantes (os dinossauros).

Formação de cadeias de montanhas rochosas;
Desenvolvimento dos primatas;
Desenvolvimento dos símios (macacos);
Aparecem os hominídeos (Australopithecus)

Aparecimento do Homo sapiens;
Período em que vivemos.

Origem da espécie humana Editar

Predefinição:Sem-fontes

Arquivo:Charles Darwin 1880.jpg

Chamamos de hominídeos todas as espécies de primatas em que inclui o homem moderno. Os cientistas acham que foi aproximadamente há um milhão e meio de anos que algumas espécies de hominídeos começaram a se distinguir dos outros animais por sua capacidade de fabricar armas rudimentares de pau e pedra (para se defenderem e para caçar) e descobriram que certas coisas da natureza podiam ser utilizadas como utensílios.

O mais antigo hominídeo, com sinais de inteligência, foi descoberto no sul da África, numa gruta onde se encontravam ossadas fósseis, de vários hominídeos da mesma espécie, dando a entender que já viviam em grupo. Juntamente foram tiradas pedras que tinham sido trazidas de rios bem distantes, já com intenção de aproveitá-las como utensílios.

Evolução Humana Editar

Predefinição:Artigo principal

O ser humano evoluiu a partir dos primatas. A pré-história dos nossos ancestrais encontra-se ainda muito obscura, por falta de documentos e vestígios, mas as pesquisas e estudos continuam, trazendo sempre novas descobertas e luzes sobre o nosso passado. Foram encontrados e estudados vários fósseis que permitiram conhecer diversos estágios pelos quais passou o ser humano em sua trajetória.

Geralmente, aceita-se que foi na África que tiveram origem os primeiros hominídeos, os primeiros seres com sinais de inteligência.


Australopithecus Editar

Em 1924, Raymond Dart descobriu, na África do Sul, um fóssil primata que ficou conhecido como Australopithecus (que significa "macaco do sul"). As análises provaram que não se tratava de ossada de macaco, mas sim de um hominídeo. Estudos posteriores concluíram que se tratava de um ancestral humano com as seguintes características: bípede de postura semi-ereta, altura entre 1 m e 1,5 m, mãos livres que lhes permitia usar objetos (pedras, madeira) para melhor defender-se e sobreviver. A posição semi-ereta e a liberdade das mãos, mais o uso de sua iniciante capacidade intelectual, davam ao Australopithecus vantagens sobre os animais mais fortes e sobre o meio-ambiente.

Pithecanthropus erectus Editar

O Australopithecus ocupou as terras de parte da África e ganhou as regiões temperadas da Ásia e Europa, evoluindo para Pithecanthropus erectus na ilha de Java.Predefinição:Carece de fontes Em 1891, foi encontrado um fóssil desse Homo erectus na ilha de Java. Depois encontraram-se outros fósseis desse mesmo estágio de evolução na Alemanha e na China (em Pequim).

Pelos estudos se chegou à conclusão de que tinham as seguintes características: eram bípedes, de posição ereta, dentição já próxima do homem atual, crânio mais desenvolvido, mandíbula maior que a do Australopithecus, eram robustos e mediam de 1,40 m a 1,70 m. Viviam em cavernas, já faziam utensílios e armas de madeira e de pedra com duas faces cortantes.

Homem de Neandertal Editar

Em 1856, foi encontrado no vale de Neander (Alemanha), um fóssil com características mais evoluídas que o Pithecanthropus erectus. Recebeu o nome de Homem de Neandertal (que significa "novo homem do vale"). Com as mesmas características foram encontrados fósseis na Bélgica, no norte da África e na Ásia Menor. Suas características principais eram: bípede ereto, altura de 1,60 m, cérebro parecido com o do homem moderno, robusto, pernas curtas e o queixo quase igual ao do homem atual.

Os homens de Neandertal moravam em cavernas, já construíam muros de pedra como defesa e quebra-vento, usavam armas e utensílios mais trabalhados, furavam lascas de pedra para fazer machados e enterravam seus mortos, demonstrando já um começo de sentimento religioso. Já tinham conhecimento do uso do fogo. Viviam em regiões de climas bem diferentes e sofreram o efeito das primeiras glaciações da Terra e bruscas mudanças de temperatura.

Arquivo:Cro-Magnon-male-Skulll.png

Homem de Cro-Magnon Editar

Em 1868, foram descobertos esqueletos na França, em Cro-Magnon (que significa "grande buraco"). Foram encontrados também fósseis do mesmo estágio de civilização numa gruta em Grimaldi (Itália), na República Tcheca e em muitos outros lugares. Trata-se do nosso ancestral mais direto que apareceu por volta de 40.000 anos atrás. Suas características principais eram: robusto, estatura elevada (1,80 m) e traços físicos do homem atual. Pelos utensílios e sinais da civilização que deixou já demonstrava uma inteligência mais evoluída. Por isso foi também chamado de Homo sapiens ("homem sábio"). Fabricou mais de uma centena de objetos diferentes com as mais variadas utilidades, inclusive ornamentais.

Polia pedra, esculpia madeira e osso; suas armas traziam esculturas de animais; fazia arpões, anzóis, lanças e agulhas de osso para costurar suas roupas de pele. Tinha sepulturas coletivas. Foi grande pescador e caçador.

Daí por diante, os seres humanos foram se aperfeiçoando, melhorando suas técnicas de domínio sobre a natureza, desenvolvendo sua cultura e se organizando em sociedades, as quais foram as civilizações antigas.

Cronologia Editar

  • 300.000 – primeira (questionada) evidência de uma cerimônia de enterro de mortos. Num sítio arqueológico como o de Atapuerca na Espanha, foram encontrados ossos de 32 indivíduos no buraco de uma caverna.[1]
  • 130.000 – Evidência de uma cerimônia de enterro. Neanderthals enterravam os mortos em sítios como os de Krapina na Croácia.[1]
  • 100.000 – O mais antigo ritual de enterro de seres humanos modernos é considerado como originário de Qafzeh em Israel. Há duas cerimônias do que se supõe serem uma mãe e uma criança. Os ossos foram manchados com ocre vermelho.[2][3]
  • 100.000 a 50.000 – Aumento do uso do ocre vermelho em vários sítios arqueológicos da Idade da Pedra. O ocre vermelho é considerado de grande importância nos rituais.
  • 70.000 – traços de culto a cobras descobertos em Ngamiland, região da Botswana.[4]
  • 50.000 – Humanos evoluem em gestos associados com o comportamento do homem moderno. Muito desta evidência tem origem na Idade da Pedra Tardia em sítios africanos. Este comportamento denominado de moderno abrange habilidades com a língua, o pensamento abstrato, simbolismo e religião.[3]
  • 42.000 – cerimônia de rituais de humanos no Lago Mungo (Austrália). O corpo aparece respingado por grande quantidade de ocre vermelho. Isso é considerado como uma evidência de que o povo australiano importou os rituais que eram praticados na África.
  • 40.000 – início do Paleolítico Superior na Europa. Há uma abundância de fósseis incluindo cerimônias elaboradas de enterro de mortos; registro arqueológicos das chamadas vênus paleolíticas e arte rupestre. As estatuetas de Vênus são consideradas deusas da fertilidade. As pinturas de caverna em Chauvet e Lascaux são consideradas representativas da manifestação de um pensamento religioso.
  • 30.000 – O mais recente registro da cerimônia de enterro de um shaman (pajé ou sacerdote).[5]
  • 11.000 – início da Revolução Neolítica.

Períodos pré-históricos Editar

Dentro da divisão da história elaborada pelos europeus, a origem da humanidade e as primeiras formas de organização dos grupos humanos constituem o período mais longo de nosso passado. Convencionou-se dividir esse período em três grandes momentos: Paleolítico, Neolítico e Idade dos Metais.

Paleolítico Editar

Predefinição:Artigo principal

Dentro deste período, vulgarmente conhecido como Idade da Pedra Lascada, existem três divisões possíveis, sendo que, mesmo dentro de uma das divisões adaptadas, existe uma certa tolerância quanto aos limites temporais:

Paleolítico Inferior (de 2 500 000 - 2 000 000 até 300 - 100 000 anos atrás) Predefinição:Ref
Paleolítico Médio (300 - 200 000 até 40 - 30 000 anos atrás) Predefinição:Ref
Paleolítico Superior (40 - 30 000 até 10 - 8000 anos atrás) Predefinição:Ref

ou ainda uma outra divisão em dois sub-períodos que tem por base o aparecimento do Homo sapiens

Paleolítico Inicial ou "Antigo" - onde se incluem o Paleolítico Inferior e o Médio da divisão anterior.
Paleolítico Recente - que corresponde ao Paleolítico Superior da divisão anterior.

Significado Editar

A palavra "paleolítico" vem do grego e significa antiga pedra.

Duração Editar

É o período da história humana compreendido entre 500.000 a 18.000 anos antes de Cristo.

Características Editar

Nesta época, o ser humano habitava cavernas, muitas vezes tendo que disputar este tipo de habitação com animais selvagens. Quando acabavam os alimentos da região em que habitavam, as famílias tinham que migrar para uma outra região. Desta forma, o ser humano tinha uma vida nômade (sem habitação fixa). Vivia da caça de animais de pequeno, médio e grande porte, da pesca e da coleta de frutos e raízes. Usavam instrumentos e ferramentas feitos a partir de pedaços de ossos e pedras.

Nesta fase, os seres humanos se comunicavam com uma linguagem pouco desenvolvida, baseada em pouca quantidade de sons, sem a elaboração de palavras. Uma das formas de comunicação eram as pinturas rupestres. Esta arte, que consistia em representações pictóricas gravadas nas paredes e tetos rochosos das cavernas habitadas ou também em superfícies rochosas ao ar livre, permitia a troca de idéias e a manifestação de sentimentos.

Mesolítico Editar

Predefinição:Artigo principal

De 20 a 10 mil anos, também é vulgarmente conhecido como Idade da Pedra Intermediária.

Neste período intermediário, o homem conseguiu dar grandes passos rumo ao desenvolvimento e à sobrevivência de forma mais segura. O domínio do fogo foi o maior exemplo disto. Com o fogo, o ser humano pôde espantar os animais, cozinhar a carne e outros alimentos, iluminar sua habitação além de conseguir calor nos momentos de frio intenso. Outros dois grandes avanços foram o desenvolvimento da agricultura e a domesticação dos animais. Cultivando a terra e criando animais, o homem conseguiu diminuir sua dependência com relação a natureza. Com esses avanços, foi possível a sedentarização, pois a habitação fixa tornou-se uma necessidade.

Neste período ocorreu também a divisão do trabalho por sexo dentro das comunidades. Enquanto o homem ficou responsável pela proteção e sustento das famílias, a mulher ficou encarregada de criar os filhos e cuidar da habitação.

Neolítico Editar

Predefinição:Artigo principal

Arquivo:Neolitico-agricultura.gif

De de 10 a 6 mil anos, vulgarmente conhecido como Idade da Pedra Polida.

Significado Editar

Neolítico vem do grego e significa "nova pedra".

Duração Editar

É o período da história do homem compreendido entre 18 mil e 5000 anos antes de Cristo.

Características Editar

Idade dos Metais Editar

Predefinição:Artigo principal

Abrange os dois últimos milênios que antecedem o aparecimento da escrita, por volta de 3500 a.C.

Duração Editar

É o período da Pré-História do homem compreendido entre 5000 a 4000 anos antes de Cristo.

Características Editar

Evolução Editar

Idade Período Ferramentas Economia Habitação Sociedade Religião
Idade da Pedra Paleolítico Ferramentas feitas a mão e objetos encontrados na Natureza – porrete, pedra lascada,machadinha, raspador, lança, arpão, agulhas, furadores Caça e coleta Vida móvel – cavernas, mucambos, muitas vezes perto de rios e lagos Bando de coletores e caçadores (25–100 pessoas) A crença em vida após a morte aparece primeiramente no fim do Paleolítico, caracterizada pela aparição de rituais de enterro de mortos e culto aos ancestrais. As funções de sacerdote e serventes de santuário aparecem na pré-história.
Mesolítico Ferramentas feitos a mão e e objetos encontrados na Natureza – arco e flecha, cesta de peixe, barco Tribos e bandos nômades
Neolítico Ferramentas feitas a mão e e objetos encontrados na Natureza – cinzel, enxada, jugo, arada, foice, tear, objetos de barro (olaria) e armas Revolução Neolítica - transição para agricultura. Coleta, caça, pesca e domesticação Hortas Tribos e aparição de grupos com líderes em algumas sociedades neolíticas no fim do período.
Idade dos Metais Idade do Bronze Ferramentas de cobre e bronze, roda de oleiro Pecuária, agricultura, artesanato, comércio (trocas)
Idade do Ferro Ferramentas de Ferro Formação de cidades Formação de estados. Formação de estados começa durante o início da idade do bronze no Egito e na Mesopotâmia e durante o fim da idade do bronze, os primeiros impérios são fundados.

Religião Editar

Predefinição:Artigo principal

Arquivo:Venus-de-Laussel-vue-generale-noir.jpg

Apesar de convencionar-se a consolidação da religião no período Neolítico, a arqueologia registra que no Paleolítico houve uma religião primitiva baseada no culto à mulher e à idealização da Deusa mãe,[6][7][8][9] ao feminino e a associação desta ao poder de dar a vida.[10] Foram descobertas, no abrigo de rochas Cro-Magnon em Les Eyzies, conchas cauris, descritas como "o portal por onde uma criança vem ao mundo" e cobertas por um pigmento de cor ocre vermelho, que simbolizava o sangue, e que estavam intimamente ligados ao ritual de adoração às estatuetas femininas; escavações apresentaram que estas estatuetas, as chamadas vênus neolíticas eram encontradas muitas vezes numa posição central, em oposição aos símbolos masculinos localizados em posições periféricas ou ladeando as estatuetas femininas.[11]

Arte Editar

Predefinição:Artigo principal Embora esse período seja chamado de Pré-Historia, não é correto chamá-lo assim, porque não existe anterioridade à História e sim à escrita. No entanto existia uma forma de comunicação chamada de pintura rupestre ou gravura rupestre, que podem ser considerados como a "escrita" pré-histórica.

Os desenhos ensinam muito sobre os humanos primitivos, como, por exemplo, que eram animistas, ou seja, acreditavam que os elementos da natureza, como a água, o sol, o fogo, a terra, e outros, tinham alma e eram deusas ou eram governados por deusas. Muitas dessas figuras mostram cenas de caça ou de adoração às deusas. A arte rupestre nas paredes também poderia demonstrar às deusas os animais a serem caçados.

No Paleolítico Superior (40.000 a 10.000) registra-se a arte rupestre (tais como as famosas pinturas de Chauvet, Altamira, Pech Merle, e Lascaux), a Vênus de Willendorf e arte ao ar livre como a monumental no Vale Côa e Mazouco (Portugal), Domingo García e Siega Verde, ambas na Espanha e Fornols-Haut (França).

A transição para a civilização Editar

As transições são lentas e graduais. Assim aconteceu do Paleolítico para o Neolítico, e deste para a Idade dos Metais. A partir do XX milênio a.C., nos vales do Tigre, do Rio Eufrates e do Nilo, aconteceu a passagem para a civilização; ou, como dizia Gordon Childe, a Revolução Neolítica. Tudo estava mudando. Para garantir seu território, os homens pré-históricos que estabeleceram as primeiras aldeias esforçaram-se muito e evoluíram no campo das descobertas.

Predefinição:Ver também Editar

Notas Editar

  • Predefinição:Nota: em Grundzüge früher Menschheitsgeschichte I – Von den Anfängen bis zum 3. Jahrtausend v. Chr. de Müller-Karpe.

Predefinição:Ref-section

Predefinição:Bibliografia Editar

Predefinição:Ligações externas Editar

Predefinição:Portal-históriaPredefinição:Link FA

als:Ur- und Frühgeschichte an:Prehistoria ar:عصر ما قبل التاريخ arz:قبل التاريخ ast:Prehistoria az:İbtidai-icma quruluşu bar:Vor- und Frühgschicht bat-smg:Prīšistuorė be:Першабытнае грамадства be-x-old:Першабытнае грамадзтва bg:Праистория bn:প্রাক-ইতিহাস bo:ལོ་རྒྱུས་བྱུང་གོང་གི་དུས་མཚམས། br:Ragistor bs:Prahistorija ca:Prehistòria cs:Pravěk cy:Cynhanes da:Forhistorisk tid de:Urgeschichte el:Προϊστορία en:Prehistory eo:Prahistorio es:Prehistoria et:Esiaeg eu:Historiaurre fa:پیشاتاریخ fi:Esihistoria fiu-vro:Muistinõ aig fr:Préhistoire fy:Prehistoarje ga:An Réamhstair gan:史前時代 gl:Prehistoria he:פרהיסטוריה hi:प्रागैतिहास hif:Purana itihaas hr:Prapovijest ht:Preyistwa hu:Őskor hy:Նախնադար ia:Prehistoria id:Prasejarah io:Prehistorio is:Forsögulegur tími it:Preistoria iu:ᓯᕗᓕᐅᖅᐹ ᐊᓪᓚᒍᑎ ᖃᐅᔨᓴᕐᓂᖅ ᑎᑎᖅᑲᑎᒍᑦ ᖃᓄᐃᓕᐅᖅᑕᐅᖃᑦᑕᕐᓂᑯᓂᒃ/sivuliuqpaa allaguti qaujisarniq titiqqatigut qanuiliuqtauqattarnikunik ja:先史時代 jbo:prucitri ka:პირველყოფილი საზოგადოება kk:Алғашқы қауым ko:선사 시대 ku:Pêşdîrok la:Aevum Praehistoricum lb:Virgeschicht lt:Priešistorė ltg:Pyrmaviesture lv:Aizvēsture map-bms:Prasejarah mk:Праисторија ml:ചരിത്രാതീതകാലം ms:Zaman prasejarah mwl:Pre-Stória my:သမိုင်းမတင်မီခေတ် nl:Prehistorie nn:Førhistorisk tid no:Forhistorisk tid nrm:Préhistouaithe oc:Preïstòria pfl:Vorgschischd pl:Prehistoria pms:Preistòria pnb:تریخ توں پہلے ro:Preistorie ru:Первобытное общество rue:Правік sah:Преистория scn:Preistoria sh:Prahistorija simple:Pre-history sk:Pravek sl:Prazgodovina sq:Parahistoria sr:Праисторија su:Prasajarah sv:Förhistorisk tid sw:Kabla-ya Historia ta:தொல் பழங்காலம் th:ยุคก่อนประวัติศาสตร์ tk:Ilkidurmuş jemgyýeti tl:Bago ang kasaysayan tr:Tarihöncesi uk:Первісне суспільство ur:زمانہ قبل از تاریخ vec:Preistoria vi:Thời tiền sử vls:Prehistorie vo:Rujenav war:Prehistorya wo:Njëkk-taariix yi:פרעהיסטאריע zh:史前時代 zh-classical:史前

zh-yue:史前史


Erro de citação: existem marcas <ref>, mas nenhuma marca <references/> foi encontrada

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória