FANDOM


Predefinição:Ver desambig Predefinição:Info/Monarca Ricardo I (Oxford, 8 de setembro de 1157Châlus, 6 de abril de 1199) foi Duque da Aquitânia (1168-1199), Conde de Anjou, Duque da Normandia e Rei de Inglaterra (1189-1199). Ricardo é também conhecido por vários cognomes, entre eles Coração de Leão (Coeur de Lion, Lionheart), Oc et No (sim e não em língua provençal) e Melek-Ric (Rei-Ricardo) pelos muçulmanos do Médio Oriente, que usavam a sua figura para ameaçar as crianças que se portavam mal. Ricardo foi um dos líderes da Terceira Cruzada e foi na sua época considerado como um herói.

Primeiros anos Editar

Ricardo era o terceiro filho de Henrique II de Inglaterra e Leonor da Aquitânia, depois de Guilherme, Conde de Poitiers, que morreu criança, e Henrique o Jovem. Foi educado essencialmente pela mãe e quando Leonor decidiu separar-se de Henrique II e ir viver em Poitiers no fim da década de 1170, Ricardo acompanhou-a. Enquanto príncipe, recebeu uma excelente educação, mas sobretudo voltada para a cultura francesa. Ricardo nunca aprendeu a falar inglês e pouca ou nenhuma importância deu à Inglaterra durante a sua vida. Essa "negligência" beneficiou seu irmão João, que posteriormente, quando de sua ausência, na terceira cruzada, tentou-lhe usurpar o poder. João também foi o responsável pela Magna Carta.

Em 1168, tornou-se Duque da Aquitânia em conjunção com Leonor, no âmbito da política de Henrique II em dividir os seus territórios pelos filhos. A medida não obteve os objetivos esperados porque, em 1173, Leonor e Ricardo foram os responsáveis por uma revolta generalizada contra Henrique II que partiu da Aquitânia. O rei controlou os motins no ano seguinte, perdoando a Ricardo e Henrique o Jovem, mas encarcerando Leonor. Talvez por isso e pelo humilhante pedido de desculpas a que foi obrigado, Ricardo nunca se reconciliou totalmente com o pai. Após este episódio, Ricardo teve que lidar ele próprio com diversas revoltas da nobreza da Aquitânia que desejavam vê-lo substituído por um dos irmãos, e que suprimiu com violência.

Com a morte de Henrique o Jovem em 1183, Ricardo torna-se no inesperado sucessor do trono inglês e do Ducado da Normandia. Em 1188, com a relação dos dois que continuava péssima, Henrique II considerou que Ricardo não merecia mais a Aquitânia e tentou entregar este ducado a João I de Inglaterra, o seu filho mais novo. Ricardo, por sua vez, não gostou de se ver preterido pelo irmão e preparou-se para defender o seu território, pedindo ajuda a Filipe II de França. Juntos, responderam à invasão das tropas de Henrique II, que acabou por morrer pouco depois de ter sido derrotado numa batalha em 1189.

Rei e cruzado Editar

Arquivo:Richard coeur de lion.jpg

Ricardo tornou-se então rei da Inglaterra, duque da Normandia e conde de Anjou, sucedendo ao pai que detestava, sendo coroado em 3 de setembro, na Abadia de Westminster. Livre para perseguir os seus próprios interesses, Ricardo não permaneceu muito tempo na Inglaterra. Imediatamente após a subida ao trono, começou a preparar a expedição à Terra Santa que seria a Terceira Cruzada. Para tal, não hesitou em esvaziar o tesouro do pai, cobrar novos impostos, vender títulos e cargos por somas exorbitantes a quem os quisesse pagar e até libertar o rei Guilherme I da Escócia dos seus votos de vassalagem por cerca de 10,000 marcos. O único entrave era a ameaça constante que Filipe II de França representava para os seus territórios no continente, e que Ricardo resolveu convencendo-o a juntar-se também à cruzada.

A primeira paragem dos cruzados foi na Sicília em 1190, onde Ricardo e Filipe se imiscuíram na política local, saqueando algumas cidades de caminho. Foi nesta altura e por este motivo que Ricardo comprou a inimizade do Sacro Império e nomeou o sobrinho Artur I, Duque da Bretanha como seu herdeiro.

Em 1191, Ricardo e o seu exército desembarcam em Chipre devido a uma tempestade. A presença de tantos homens foi considerada uma ameaça pelo líder bizantino da ilha, e em breve os conflitos apareceram. A resposta de Ricardo foi violenta: não só se recusou a partir, como massacrou os habitantes das cidades que lhe resistiram, espalhando a destruição na ilha. Depois do cerco de Cantaras, Isaac Comneno abdicou e Ricardo tornou-se o dono de Chipre. Foi também neste ano que casou com a princesa Berengária de Navarra, numa união a que nunca ligou e que não produziu descendência.

Em junho de 1191, Ricardo chegou à Terra Santa a tempo de aliviar o cerco de Acre imposto por Saladino. Estava já sem aliados, depois de uma série de desavenças com Filipe e o duque Leopoldo V da Áustria. A sua campanha foi um sucesso e granjeou-lhe o estatuto de herói, bem como o respeito dos adversários, mas sozinho com o seu exército não poderia nunca realizar o seu principal objectivo de recuperar Jerusalém para o controle cristão. Além disso, a influência de João na política em Inglaterra e de Filipe II, demasiado próximo agora da Aquitânia e Normandia, obrigavam um urgente regresso à Europa. No Outono de 1192, Ricardo iniciou o caminho de volta, depois de se recusar em ver sequer de longe Jerusalém.

Arquivo:RicardoIInglaterra.jpg

Na viagem de regresso, Ricardo reencontrou Leopoldo da Áustria, que não lhe havia perdoado os insultos recebidos em Acre (Israel), foi feito prisioneiro e mais tarde entregue ao imperador Henrique VI do Sacro Império. O seu cativeiro em Dürnstein, na Áustria, não foi severo e durante os quatorze meses em que foi mantido prisioneiro (dezembro de 1192 a 4 de fevereiro de 1194) Ricardo continuou a ter acesso aos privilégios que a sua condição de rei determinava. O seu resgate custou 150 000 marcos ao tesouro de Inglaterra, soma equivalente ao dobro da renda anual da coroa, o que colocou o país na absoluta bancarrota e obrigou a muitos impostos adicionais nos anos seguintes. Como prova de agradecimento a Deus pela sua libertação, Ricardo arrependeu-se publicamente dos seus pecados e foi coroado uma segunda vez. Apesar do esforço do país para o libertar, Ricardo abandonou a Inglaterra de novo ainda no mesmo ano de 1194 para lidar com os problemas fronteiriços com a França nos territórios do continente. Desta vez para não mais regressar.

Ricardo morreu como consequência de ferimentos provocados por uma flecha que o atingiu no abdómen em abril de 1199. O próprio facto de ter sido atingido naquela zona do corpo é revelador da sua personalidade. Se tivesse usado uma armadura nesse dia, não teria morrido. O seu corpo está sepultado na Abadia de Fontevraud, junto de Predefinição:Lknb e de Leonor da Aquitânia.

O rei Ricardo morreu sem deixar descendentes e foi sucedido pelo seu irmão João Sem Terra.

Na literatura Editar

Ricardo Coração de Leão foi personagem de alguns livros de sir Walter Scott. Apareceu em O Talismã e em Ivanhoé, sendo imortalizado em tais livros.

Uma biografia de Ricardo Coração de Leão foi escrita pela medievalista Régine Pernoud que o chama de "O Rei dos Reis da Terra".

Aparece na literatura fictícia "O Jovem Templário - Guardião do Graal", escrito por Michael P. Spradlin, onde o rei é salvo por Tristan, personagem principal do livro.

No cinema Editar

O rei Ricardo I é retratado em Robin Hood (2009), estrelado por Russell Crowe e dirigido por Ridley Scott.

Nos Videogames Editar

Rei Ricardo I também e retratado no jogo Assassin's Creed (jogo eletrônico) como tio de William de Montferrat, um dos nove alvos do protagonista do jogo, Altair.

Genealogia Editar

Predefinição:Ahnentafel início Predefinição:Ahnentafel-compact5 Predefinição:Ahnentafel fim


Predefinição:Começa caixa Predefinição:Caixa de sucessão/um dois dois Predefinição:Termina caixa Predefinição:Biografias

Predefinição:Commons Predefinição:CommonscatPredefinição:Link FA

ab:Ричард I Алымгәы af:Richard I van Engeland an:Ricardo I d'Anglaterra ar:ريتشارد الأول ملك إنجلترا arz:ريتشارد قلب الأسد az:I Riçard be:Рычард I be-x-old:Рычард I bg:Ричард I (Англия) br:Richarzh Iañ (Bro-Saoz) bs:Rikard I, kralj Engleske ca:Ricard Cor de Lleó cs:Richard I. Lví srdce cy:Rhisiart I, brenin Lloegr da:Richard Løvehjerte de:Richard Löwenherz el:Ριχάρδος ο Λεοντόκαρδος en:Richard I of England eo:Rikardo la 1-a (Anglio) es:Ricardo I de Inglaterra et:Richard I eu:Rikardo I.a Ingalaterrakoa fa:ریچارد یکم انگلستان fi:Rikhard I Leijonamieli fiu-vro:Richard I fr:Richard Ier d'Angleterre fy:Richard I fan Ingelân ga:Risteard I Shasana gl:Ricardo I de Inglaterra he:ריצ'רד הראשון, מלך אנגליה hr:Rikard I. Lavljeg Srca hu:I. Richárd angol király hy:Ռիչարդ I Առյուծասիրտ id:Richard I dari Inggris is:Ríkharður ljónshjarta it:Riccardo I d'Inghilterra ja:リチャード1世 (イングランド王) ka:რიჩარდ I ko:리처드 1세 ku:Richard I. la:Ricardus I (rex Angliae) lij:Ricardo Cœu de Lion lt:Ričardas I Liūtaširdis lv:Ričards I Plantagenets mk:Ричард I mr:रिचर्ड पहिला, इंग्लंड ms:Richard I dari England mzn:ریچارد شیردل nl:Richard I van Engeland nn:Rikard I av England no:Rikard I av England oc:Ricard Ièr d'Anglatèrra pl:Ryszard I Lwie Serce ro:Richard Inimă de Leu ru:Ричард I Львиное Сердце scn:Riccardu I di Ngriterra sh:Ričard I Lavlje Srce simple:Richard I of England sk:Richard I. (Anglicko) sl:Rihard I. Levjesrčni sr:Ричард I Лавље Срце sv:Rikard I Lejonhjärta th:พระเจ้าริชาร์ดที่ 1 แห่งอังกฤษ tr:I. Richard uk:Річард I Левове Серце ur:رچرڈ شیر دل vi:Richard I của Anh war:Richard I han Inglatera zh:理查一世

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória